Tuesday, October 21, 2014

#Encontro #Imensurável


Falar de amor é como falar de liberdade; Ele traz à nossa alma um desejo por alguém que ainda não conhecemos, ou daquele que foi um dia o objeto de nossa atenção . 
É difícil recordar sem ferir , como é difícil ferir sem sentir a nossa própria dor. 
Pior ainda é a libertá-lo , sem nunca ter sido preso a ele.

O coração tem em sua mente e alma uma memória incógnita, vindo de um querer subconsciente de amar e ser amado. O sentimento de carinho e um desejo íntimo de olhar nos olhos do outro, com um sorriso puro de quem se vê nele, por inteiro:
- Aquele que sabe e diz tudo, sem dizer uma palavra ; 
- Aquela pessoa que passa a sensação de bem -estar, por apenas estar presente;
- Aquele que enche o nosso ser com a energia de troca, mesmo sem perceber que isso está acontecendo em seu toque mais casual;

Energias que só são vividas pelos amantes apaixonados da cumplicidade eterna. A cumplicidade que encontramos num simples olhar, de quem nos vê como somos, e deseja -nos sem nenhuma exigência do que podemos nos tornar . 
Um amor que é tranquilo mas vivo, profundo mas solto, doce mas fogoso; Todas as coisas que só um amor verdadeiro pode corresponder e dar...

A vida é assim, procuramos num alguem, os anseios de nossa alma. Às vezes encontramos as proporções básicas num ou outro, mas quando nos deparamos com a forte aliança energética e a química na presença de nossa outra metade, um novo mundo se abre cheio de possibilidades. E tudo o que estava vazio, solitário e frio, torna-se simplesmente  perfeição, pura transformação, imensa realização, e um "encontro imensurável" do eu no outro ... O amor sem explicação...

by Jacky Sewell