Tuesday, October 21, 2014

#Immeasurable #Encounter


To talk about love is like talking about freedom; It brings to our soul a longing for someone who we haven't met yet, or for that one who was one day, the object of our attention. It is hard to recall without hurting, as it is hard to hurt without feeling our own pain. Worse still is to liberate it, without ever having been attached to it .

The heart holds on its mind and soul an incognito memory, coming from a subconscious desire to love and be loved. The feeling of affection from an intimate wish to look into someone else eyes, with a pure smile of who sees himself in it, entirely:
- That one who knows and says it all, without saying a word; 
- The one who passes feelings of well-being, by only being present;
- That one who fills our being by the energy of exchange, without even realizing that this is happening in their most casual touch;

Energies that only are experienced by those passionate lovers of eternal complicity. The complicity that we find in a simple gaze of who sees us as we are, and desire us without any demands of who we can become.
A love that is quiet but alive, deep but loose, sweet but fiery; all things that only a true love can match and provide...

Life is like this, we seek in others the longings of our soul. Sometimes we find the basic proportions in someone, but when we encounter the strong energy alliance and the chemistry in the presence of our other half, a new  world opens up full of possibilities. And everything that was empty, lonely and cold, becomes simply perfection, pure transformation, immense realization, and an 'immeasurable encounter' of the I on the other…Love with no explanation...

By Jacky Sewell

#Encontro #Imensurável


Falar de amor é como falar de liberdade; Ele traz à nossa alma um desejo por alguém que ainda não conhecemos, ou daquele que foi um dia o objeto de nossa atenção . 
É difícil recordar sem ferir , como é difícil ferir sem sentir a nossa própria dor. 
Pior ainda é a libertá-lo , sem nunca ter sido preso a ele.

O coração tem em sua mente e alma uma memória incógnita, vindo de um querer subconsciente de amar e ser amado. O sentimento de carinho e um desejo íntimo de olhar nos olhos do outro, com um sorriso puro de quem se vê nele, por inteiro:
- Aquele que sabe e diz tudo, sem dizer uma palavra ; 
- Aquela pessoa que passa a sensação de bem -estar, por apenas estar presente;
- Aquele que enche o nosso ser com a energia de troca, mesmo sem perceber que isso está acontecendo em seu toque mais casual;

Energias que só são vividas pelos amantes apaixonados da cumplicidade eterna. A cumplicidade que encontramos num simples olhar, de quem nos vê como somos, e deseja -nos sem nenhuma exigência do que podemos nos tornar . 
Um amor que é tranquilo mas vivo, profundo mas solto, doce mas fogoso; Todas as coisas que só um amor verdadeiro pode corresponder e dar...

A vida é assim, procuramos num alguem, os anseios de nossa alma. Às vezes encontramos as proporções básicas num ou outro, mas quando nos deparamos com a forte aliança energética e a química na presença de nossa outra metade, um novo mundo se abre cheio de possibilidades. E tudo o que estava vazio, solitário e frio, torna-se simplesmente  perfeição, pura transformação, imensa realização, e um "encontro imensurável" do eu no outro ... O amor sem explicação...

by Jacky Sewell

Sunday, October 05, 2014

#Parallels #Universes



The here and there! Lives that intertwine in parallel universes,
and the five physical senses cannot detect...
Constantly influenced by forces of other worlds,
attracted by the emanation of our intimate vibrations...

An invisible but indivisible world,
as vibrant as the dimension you currently are...
And we don’t need to transcend its matter to observe,
right here, where we live, there are worlds that never meet…

Each mind is a universe in construction,
and each one is in their own process of evolution,
spreading love among thorns and pain...

There are bodies so close but they never touch,
there are eyes that look without seeing...
Each within its own parameters,
smiling, crying, running or walking,
in the hope to one day intertwine...

Thinking that we are caring only of our own steps,
we don’t realize that there is no such a thing as separation,
what I am or what I will be today, will one day affect you,
what I feel and believe can also modify you...

If I recluse, I accuse the world is forsaking me,
if I open and hurt, I didn’t learn the lesson of giving,
If I breathe and meditate, I retrieve power to continue...

By purifying my spirit, I integrate it to infinity,
And I become the star to shine upon you...

We one day will arrive at the same revelation,
Your world is mine, and mine in yours...
Parallel to our own thinking,
We are all part of the same universe...

by Jacky Sewell


#Universos #Paralelos


O aqui e o acola? Vidas que se entrelaçam em universos paralelos,
e os cinco sentidos físicos não conseguem dectar...
Constantemente influenciados por  forças do mundo de la’,
atraídas pelas emanações de nossas íntimas vibrações ...

Um mundo invisível mas indivisível,
tão vibrante quanto essa dimensão que voce esta’...
Não e’ preciso transcender a matéria para observar,
aqui mesmo aonde  vivemos há mundos sem se encontrar...

Cada mente é um universo em construção...
e cada um está em seu processo de evolução,
espalhando amor entre espinhos e dor...

Há corpos tão próximos que nunca se tocam,
há olhos que olham sem se enxergar...
Cada um dentro de seus parâmetros,
sorrindo, chorando, correndo ou andando,
na esperança de um dia se entrelaçar...

Pensamos estar cuidando so’ do nosso andar,
sem perceber que não da’ para separar...
O que eu hoje sou ou estou, vai um dia te influenciar,
O que sinto e acredito, pode te modificar...

Se me recluso eu acuso, do mundo me abandonar,
se me abro e machuco, não  aprendi a lição do doar...
Se respiro e medito,  ganho forças para continuar...

Purificando meu espirito, me integro ao infinito,
me torno uma estrela a te alumiar...
               
Chegara o dia da revelação,
teu mundo esta’ no meu, e o meu no  teu...
Paralelos ao nosso pensar,
fazemos  parte do mesmo Universo estelar...

By Jacky Sewell